Sábado, 30 de Março de 2013

Que saudades que eu sinto no meu peito,

Meu doce amor, - desde que estás ausente!...

- Meu coração dorido, insatisfeito,

Palpita noite e dia, tristemente!

 

Tu és, p'ra mim, o homem mais perfeito

Que existe neste mundo e, certamente,

Representas p'ra mim o ser eleito,

- O ser que eu hei-de amar eternamente!

 

Pensa em mim um pouquinho, por favor,

Lá longe, aonde estás, ó meu amor,

Que eu passo os dias todos a pensar

 

No teu breve regresso que eu desejo...

Aqui presente, terei mais ensejo

De livremente te poder amar!

 

Maria José Alves Pereira da Silva - "Ilha dos Amores" 1961, pág. 45



publicado por Rafael às 18:24 | link do post | comentar

mais sobre mim
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

MÃE

"Regressa, Amor"

Jamais

Maria José vestida de esp...

Primeiro Amor!

Maria José na sua casa de...

Maria José em sua casa

Maria José com 32 anos

Maria José com 27 anos

Maria José com 18 anos

Maria José com 4 anos em ...

A Infância nos primeiros ...

É Melhor o Silêncio

Prémios

Livros publicados

EU - Maria José Alves Per...

arquivos

Março 2015

Março 2013

Julho 2012

Junho 2009

tags

1944

1961

27 anos

32 anos

80

angola

casa

espinho

eu

fotografia 18 anos paredes

livros

mãe

paredes

poema

poesia

poetisa

praia

prémios

regressa amor

todas as tags

favoritos

O terramoto em Paredes - ...

Envie notícias para "A Re...

blogs SAPO
subscrever feeds