Domingo, 15.03.15

Palavra que é tão doce… tão suave…

Que significa tudo o que é melhor…
Pois nela existe apenas amor,
Dum coração aberto sem ter chave.

É como pluma terna duma ave.
Que irradia carinho e dá calor.
É quem afasta o sofrimento, a dor,
E é sobre o mar da vida a bela nave.

O seu sorriso, livra-nos do mal…
Minha Mãezinha, a quem eu tanto quero!
Ter Mãe é ter na vida o melhor bem.

É possuir na terra o ideal!…
Se ela faltar, p'ra quê desespero?!
Se a Mãe de Deus é minha Mãe também.

Maria José Alves Pereira da Silva - "Ilha dos Amores" 1961, pág. 68


tags:

publicado por Rafael às 16:56 | link do post | comentar

Sábado, 30.03.13

Que saudades que eu sinto no meu peito,

Meu doce amor, - desde que estás ausente!...

- Meu coração dorido, insatisfeito,

Palpita noite e dia, tristemente!

 

Tu és, p'ra mim, o homem mais perfeito

Que existe neste mundo e, certamente,

Representas p'ra mim o ser eleito,

- O ser que eu hei-de amar eternamente!

 

Pensa em mim um pouquinho, por favor,

Lá longe, aonde estás, ó meu amor,

Que eu passo os dias todos a pensar

 

No teu breve regresso que eu desejo...

Aqui presente, terei mais ensejo

De livremente te poder amar!

 

Maria José Alves Pereira da Silva - "Ilha dos Amores" 1961, pág. 45



publicado por Rafael às 18:24 | link do post | comentar

Domingo, 15.07.12

 

Podem morrer as rosas

Pelos canteiros,

No céu deixarem

De cintilar estrelas,

Secarem fontes

As searas e o mar;

Não haver horizontes;

Podem morrer as aves,

Findar a aurora,

A guerra

Nunca mais acabar...

E só desolação

Pelo mundo fora...

E não haver mais luz

No teu olhar...

E pode o sol

Deixar de ter calor,

Ser negra a noite,

Não mais haver luar,

Que jamais deixarei

De amar-te, meu amor...

 

Maria José Alves Pereira da Silva  - "Labaredas em Prece" - 1964 pág 41


tags:

publicado por Rafael às 15:38 | link do post | comentar

Sábado, 14.07.12

 

 Maria José Alves Pereira da Silva vestida de espanhola no ano de 1944.

 


tags: ,

publicado por Rafael às 18:20 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 12.07.12

Sinto dentro do peito a despontar

O primeiro sintoma da paixão...

- O causador foi esse teu olhar

Que despertou assim o meu coração!

 

Ligada a ti fiquei, sem hesitar,

Lendo no teu olhar dedicação...

Quem poderia, enfim, por ti passar,

Sem reparar na tua sedução?!

 

Mãezinha! Tu não poderás zangar-te...

Eu sinto-me feliz, sabendo amar-te,

Embora ame, na vida, mais alguém!

 

És bondosa! -perdoas certamente...

Se quem é bom perdoa a toda a gente,

Perdoa, sempre, um coração de mãe!

 

Maria José Alves Pereira da Silva  - "Ilha dos Amores" - pág. 16 - 1961



publicado por Rafael às 20:55 | link do post | comentar

 

 Maria José Alves Pereira da Silva na sua casa de praia na cidade de Espinho na década de 1980, onde se inspirou para a realização e inúmeros poemas, nomeadamente sonetos.

Nas suas costa a Praia Azul em pleno verão.



publicado por Rafael às 20:35 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.07.12

 

 Maria José Alves Pereira da Silva na sua casa provavelmente com cerca de 30 anos.


tags:

publicado por Rafael às 20:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.07.12

 

 

Fotografia de Maria José Alves Pereira da Silva com 32 anos.

 


tags:

publicado por Rafael às 22:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.07.12

Maria José 27 anos

 

 Fotografia de Maria José Alves Pereira da Silva com 27 anos.



publicado por Rafael às 14:38 | link do post | comentar

Domingo, 08.07.12

Maria José Alves Pereira da SIlva com 18 anos

 

Fotografia colorizada de Maria José Alves Pereira da Silva com 18 anos.



publicado por Rafael às 11:49 | link do post | comentar


mais sobre mim
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

MÃE

"Regressa, Amor"

Jamais

Maria José vestida de esp...

Primeiro Amor!

Maria José na sua casa de...

Maria José em sua casa

Maria José com 32 anos

Maria José com 27 anos

Maria José com 18 anos

Maria José com 4 anos em ...

A Infância nos primeiros ...

É Melhor o Silêncio

Prémios

Livros publicados

EU - Maria José Alves Per...

arquivos

Março 2015

Março 2013

Julho 2012

Junho 2009

tags

1944

1961

27 anos

32 anos

80

angola

casa

espinho

eu

fotografia 18 anos paredes

livros

mãe

paredes

poema

poesia

poetisa

praia

prémios

regressa amor

todas as tags

favoritos

O terramoto em Paredes - ...

Envie notícias para "A Re...

blogs SAPO
subscrever feeds